Projeto São José III contempla projetos para produção agrícola e reuso de água em Sobral


A fim de incentivar a produção agrícola familiar, o governador Camilo Santana liberou repasse de mais de R$ 16 milhões para serem investidos nas iniciativas do Projeto São José III, como parte das ações previstas no Plano de Convivência com a Seca, apresentado no início do ano. O objetivo do projeto é “dotar as comunidades rurais com uma infraestrutura produtiva com foco no desenvolvimento rural sustentável”, explicou o coordenador técnico da Secretaria de Agricultura e Pecuária de Sobral, Pedro Pitombeira. 

Das 1.533 famílias da zona rural de diversos municípios do interior cearense, 62 são de Sobral, que se beneficiarão com cinco projetos produtivos e um projeto piloto de reuso de água . Dos projetos produtivos, dois de psicultura e um de agricultura irrigada de fruticultura orgânica, serão desenvolvidos no distrito de Jaibaras; um de caprinocultura de leite, no Distrito de Caracará e um de apicultura, no Distrito de Salgado dos Machados. 

As ações do Projeto São José III são voltadas para a consolidação da produção e comercialização da agricultura familiar, garantindo também o acesso à água de qualidade para o consumo humano e saneamento. Os projetos contam com o apoio técnico de instituições colaboradoras, como Cagece, Sohidra e Ematerce.

Sustentabilidade

Os projetos pilotos de reuso de água cinza irá permitir que os moradores reutilizem água para a produção de alimentos na zona rural com segurança. Estes projetos receberão mais de R$ 1,8 milhão. Em Sobral, a Localidade de São Domingos, no Distrito de Jaibaras, será contemplado com a ação. Levando em conta a sustentabilidade hídrica, os moradores serão capacitados para manejo do sistema, recebendo, ainda, orientações quanto a educação ambiental.