Ceará Pacífico | Municípios da Região Norte discutem combate a violência contra a mulher

Como parte do ‘Programa Ceará Pacífico’ do Governo do Estado, a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Mulher do Ceará realizou em Sobral, na última terça-feira (20), um seminário para apresentação do ‘Projeto Quebrando o Ciclo, sou mulher, não aceito violência!’ O evento, promovido com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Extrema Pobreza de Sobral (Seds), reuniu profissionais que assistem mulheres vítimas de violência nos municípios de Meruoca, Forquilha, Marco, Tianguá e Reriutaba.

O objetivo do encontro foi apresentar o material, que será usado nas campanhas de combate à violência contra mulher, além de discutir o que pode ser melhorado em relação à garantia dos direitos das mulheres, como o aprimoramento da ‘Lei Maria da Penha’. “A Lei Maria da Penha, promulgada em 2006, ainda está sendo burilada e está crescendo, mas ela já está no consciente da sociedade”, explicou a procuradora de Justiça do Estado do Ceará, Elsuérdia Andrade.

Já a titular da Seds, Valdízia Ribeiro, comemorou a realização do evento, pois “pudemos ver que as pessoas estão dispostas a integrar as ações e fortalecer as políticas públicas no combate à violência da mulher. Podemos melhorar essa rede, bem integrada e articulada, para protegermos a mulher e cuidarmos também dos agressores”, conta.

A atividade, que aconteceu no Centro de Educação à Distância (CED), foi realizada em parceria com a Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDM.CE), o Núcleo de Gênero Pró-Mulher do Estado do Ceará e a Escola Superior do Ministério Público do Ceará (ESPMCE).