Em Sobral | Oficina regional do Programa ‘Selo Município Verde’ reúne ambientalistas e gestores de 12 municípios da Região Norte


Com o objetivo de capacitar gestores ambientais dos municípios da Região Norte, alertando-os sobre os quesitos necessários para a certificação ambiental, nesta quarta-feira (7), ocorreu a primeira oficina regional do programa ‘Selo Município Verde’, em Sobral. Realizado no Centro de Educação à Distância (CED), o evento contou com a presença do vice-prefeito Carlos Hilton Soares, e reuniu ambientalistas, técnicos e gestores de 12 municípios da Região

Durante a abertura, Carlos Hilton Soares falou sobre o trabalho intersetorial realizado no Município voltado para garantir o Selo do próximo biênio, em 2016. “A gestão entende a necessidade de trabalhar a sustentabilidade visando uma projeção na vida dos sobralenses. Para isso, estamos sempre promovendo reuniões e ações para atender aos quesitos necessários para certificação”.

Em seguida, técnicos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) realizaram uma explanação sobre os requisitos necessários para a certificação e apontaram para os gestores presentes a importância do Selo para os municípios. “Garantir o Selo Verde significa morar em uma cidade limpa, que possui um Plano de Gerenciamento de Resíduos e com políticas públicas sustentáveis. Sobral sempre se encaixa nestes quesitos, não é a toa que em todos os anos ela é uma das primeiras cidades a enviar para nós, da Sema, todos os itens exigidos para a Certificação”, explicou a coordenadora de Desenvolvimento Sustentável da Sema, Viviane Gomes.

Além do vice-prefeito Carlos Hilton, participaram do evento o secretário de Conservação e Serviços Públicos, Jorge Trindade; a secretária da Agricultura e Pecuária, Luiza Barreto; o secretário do Esporte, Rosaldo Freire; o superintendente da Autarquia Municipal do Meio Ambiente, José Wilson Angelim, e a secretária de Urbanismo, Patrimônio Histórico e Meio Ambiente, Gizella Gomes.

Selo Município Verde

O programa ‘Selo Município Verde’ é a maior referência de sustentabilidade e preservação do meio ambiente do Ceará. A cada dois anos, o programa lança uma nova edição onde os municípios inscritos trabalham de acordo com os critérios de preservação do Programa. Nesta edição, os desafios de Sobral são; implantação da estrutura operacional definida pelo Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos (PGIRSU); implantação da coleta sistemática; implantação da coleta seletiva, apresentação da Licença de Instalação válida para a disposição final dos Resíduos Sólidos Urbanos e a apresentação de Licença de Operação válida para a Disposição Final dos Resíduos Sólidos urbanos.