Três alunos da Rede Pública de Ensino de Sobral são premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática



Três alunos da rede pública municipal de ensino de Sobral foram premiados na 37ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM 2015). Considerada a mais tradicional olimpíada científica do País, ao todo, a competição premiou 274 estudantes. Em Sobral, os estudantes da rede pública premiados foram Vanessa Carvalho do Nascimento, que conquistou medalha de bronze; Francisco Sávio Rodrigues Alves e Davi Rodrigues de Vasconcelos, que receberam menções honrosas no nível 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental), todos alunos do Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão.


Eu acho que estava perdida, mas ao entrar no Maria Dorilene eu me encontrei. Lá eu encontrei uma família que me acolheu com muito amor. Professores que considero verdadeiros amigos! E ao saber desse resultado eu vi que todos os momentos difíceis que vivi durante os quatro anos que estudo para olimpíadas valeram a pena. Me sinto muito feliz por representar minha escola, principalmente porque ela é pública”, afirmou a aluna Vanessa Carvalho, medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2015), ouro no concurso internacional Canguru de Matemática, ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia; medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática (26ª colocada no Brasil, no nível 2), e Menção Honrosa na Olimpíada Cearense de Matemática), entre 19 melhores do Ceará.

No primeiro Colégio Sobralense de Tempo Integral, implantado pelo prefeito Veveu Arruda, cerca de 40 alunos compõem a Turma Olímpica, que conta com preparação intensiva para as diversas olimpíadas. “Montamos grupos de estudos, clubes juvenis, oferecemos disciplina eletiva voltadas para as olimpíadas e aulões aos sábados, com banco de questões de olimpíadas regionais, nacionais e internacionais. Os alunos participam de olimpíadas internas para fazermos nossa própria seleção e os professores abraçam a causa, trabalhando à noite, aos finais de semana e até nas férias”, explicou o diretor do Colégio, Pedro Grandson.

A OBM 2015 contou com a participação de mais de 500 mil jovens e professores de 4 mil escolas da rede pública e privada de ensino e 155 instituições de ensino superior de todo o país. Organizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), a Olimpíada conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis), do Ministério de Educação (MEC) por intermédio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCT-Mat).