Moradores do Residencial Nova Caiçara recebem ações da campanha Sobral Mais Limpa

Moradores do Residencial Nova Caiçara receberam, na manhã desta terça-feira (26), ações da campanha ‘Sobral Mais Limpa’, da Prefeitura de Sobral. Com o propósito de conscientizar a população sobralense sobre os riscos e as doenças que o lixo acumulado pode causar, durante a temporada de chuvas, a campanha é uma ação integrada das Secretarias de Conservação e Serviços Públicos; Urbanismo, Patrimônio e Meio Ambiente; Saúde, e da Autarquia Municipal do Meio Ambiente (AMMA).

Durante a mobilização, os moradores receberam visitas de cerca de 50 servidores da Prefeitura Municipal, que distribuíram calendários de coleta sistemática, bem como material educativo, promoveram rodas de conversa com informações sobre os riscos e como combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, além de atividades de limpeza do residencial e do entorno, pintura do meio fio, reposição de lâmpadas e poda das árvores.



Para a moradora Maria Regina de Sousa “a ação foi muito boa, pois nos ensinou como devemos fazer para evitar que o mosquito da dengue chegue a nossa vizinhança,”. Já a psicóloga da Secretaria de Urbanismo, Patrimônio e Meio Ambiente, Bárbara Bezerra, destacou a importância da participação da população para o êxito da ação. “Para o controle de uma possível epidemia de dengue, chikungynya ou zika é crucial o envolvimento de diversos atores sociais, principalmente da população, que nos recebeu com muita atenção. Se cada um fizer seu papel, juntos combateremos estas doenças e evitaremos criadouros do mosquito,” observou.

Campanha ‘Sobral mais Limpa’


Lançada na última sexta-feira (22), a Campanha 'Sobral mais Limpa' realizará ao longo dos meses de janeiro, fevereiro e março, várias intervenções em bairros da sede, além de ações pelos distritos de Taperuaba, Rafael Arruda e Aprazível. A campanha é uma realização da Prefeitura de Sobral, através das Secretarias de Conservação e Serviços Públicos; Urbanismo, Patrimônio e Meio Ambiente; Saúde, e da Autarquia Municipal do Meio Ambiente (AMMA). A ação contou ainda com o apoio da Coordenadoria de Juventude (Coojuv) e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS Regina Justa).