Ações intersetoriais reforçam combate ao Aedes aegypti em Sobral

As ações da Prefeitura de Sobral no combate ao Aedes aegypti estão acontecendo de forma intersetorial, com o envolvimento de todas as secretarias. Nos bairros e distritos são realizados mutirões com limpeza de terrenos baldios, quintais, rios e lagoas, poda das árvores, distribuição de calendários da coleta sistemática, apresentações teatrais, fiscalização de obras, além das vistorias dos agentes de endemias, que já visitaram 70 mil imóveis, neste ano.

Em Sobral são realizados seis ciclos de vistorias por 220 agentes de endemias, que visitam todos os imóveis habitados e não. Nos imóveis que apresentam algum foco do mosquito os agentes comunitários de saúde fazem visitas semanais para monitoramento até que o agente de endemias volte no próximo ciclo, dois meses depois. Na sede do município foi registrado índice de infestação de 0,63%. “Nosso trabalho é voltado para reduzir índice de infestação e nossa meta é garantir a visita em 100% dos imóveis”, afirma o gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Raimundo Dias Neto. 

Foram identificados todos os imóveis públicos municipais, estaduais e federais e cada órgão montou suas brigadas formadas por servidores, que estão sendo capacitados para fazer vigilância e eliminação dos focos dos mosquitos. Empresas privadas e indústrias, como a Votorantim, Grendene, Fábrica Coelho, e demais entidades também estão formando suas brigadas de combate ao Aedes aegypti. 

Foco Na Zona Rural


O foco da prefeitura de Sobral é intensificar o trabalho na sede dos distritos e nas localidades, onde foi detectado índice de infestação mais elevados por conta do armazenamento de água para consumo e falta de cuidados. O município estabeleceu uma agenda de mutirões nos distritos com intensificação das ações em Taperuaba, Rafael Arruda, Aprazível e Jordão, que sinalizaram crescimento no número de focos do mosquito. Os atiradores do Tiro de Guerra TG/10-011 também auxiliam nesse trabalho com orientações para os moradores sobre formas de prevenção e cuidados para evitar focos do mosquito.

As escolas públicas municipais também estão envolvidas no trabalho de combate ao mosquito.  Nas reuniões de pais e mestres são passadas orientações e foram criadas comissões para visitar as residências das famílias. E as Unidades de Saúde também estão realizando um trabalho de mobilização nos bairros com caminhadas de sensibilização, palestras nas escolas e formação de assembleia nos quarteirões onde são encontrados focos do mosquito, com ação direcionada de educação sanitária da população, como distribuição de folder e rodas de conversa.