Taperuaba | Prefeito Veveu Arruda se reúne com representantes do Conselho Local de Saúde e Desenvolvimento Social


Para ouvir as demanda dos moradores de Taperuaba, o prefeito Veveu Arruda e o vice-prefeito Carlos Hilton Soares, acompanhados dos secretários de educação e de saúde, se reuniram com representantes do Conselho Local de Saúde e Desenvolvimento Social, nesta quarta-feira (17), no Espaço Cultural do Distrito. 

Na ocasião, o Prefeito ouviu as reivindicações da comunidade e falou das medidas já adotadas. “Já conseguimos aprovar no Ministério da Saúde o projeto de ampliação e reforma do Centro de Saúde de Taperuaba, que criará espaço para termos mais um dentista, e oferecer melhores condições de trabalho. Estamos adquirindo 16 novas ambulâncias, uma para cada distrito e Taperuaba vai ganhar uma nova, mantendo a que tem aqui para facilitar as coisas. E até meados de março vamos inaugurar o Centro de Saúde da Bilheira para servir a população daquele distrito”. 

Para a presidente do Conselho Local de Saúde, Jucília Ávila, a reunião “foi muito positiva porque o prefeito abriu espaço e escutou a reivindicação da comunidade. No momento nossa grande prioridade é o saneamento em Taperuaba. Vamos fazer um abaixo assinado para encaminhar para o Ministério e mobilizar a comunidade para conscientizar para que agora precisamos entrar nessa luta”.

O Prefeito conseguiu aprovar projeto de saneamento de todo o distrito de Taperuaba, através do PAC Saneamento, com um investimento total de R$11 milhões. “Já licitamos e assinamos o contrato e só está faltando a autorização de início de obra, que agora é assinada pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Eu já estive duas vezes com o ministro requerendo que ele autorizasse o início dessas obras, considerando que já está tudo pronto. Hoje pedi ao Conselho Local de Saúde que organizasse um abaixo assinado direcionado para o ministro das Cidades e para a presidente Dilma, solicitando a liberação desses recursos. E já solicitei aos vereadores que aprovassem um requerimento direcionado para a presidente e o ministro para liberação desses recursos”, explicou.