Passeata reúne 3 mil pessoas na abertura da VI Semana do Bebê

A Prefeitura de Sobral realizou, no último sábado (14), a abertura da VI Semana do Bebê, com a passeata dos bebês que reuniu cerca de 3 mil pessoas, entre crianças, pais e educadores. Com o tema ‘Paternagem e a cultura do cuidado na Primeira Infância’, a programação segue até sexta-feira (20) com diversificada programação nos bairros e distritos.

Na ocasião, o cortejo do cuidar apresentado pelos educadores da Brinquedoteca Municipal apresentaram uma intervenção cênica sobre a importância do cuidado com a criança no âmbito familiar, como um dever de todos os membros da família. A aluna do Centro de Educação Infantil Teresa Rodrigues dos Santos, Débora Oliveira, de 4 anos, recebeu a chave e será a guardiã da cidade durante este ano.

Para a secretária de Educação de Sobral, Iracema Sampaio, “educar nossas crianças envolve um cuidado permanente. Mas a primeira infância é crucial para o desenvolvimento da criança porque nessa fase não só a criança desenvolve de forma muito intensa as áreas física, intelectual e motora, mas também é a fase que desenvolve o caráter dessas crianças. A família, a escola e a comunidade tem um papel fundamental no cuidado com as crianças sobralenses”.

Com o tema deste ano queremos desmistificar essa ideia de que cuidado é uma atribuição só das mulheres. Cuidado é uma coisa que se aprende, ninguém nasce sabendo cuidar. Queremos discutir isso dentro das famílias, com as pessoas que assumem os papéis nas vida das nossas crianças”, explicou a articuladora do Unicef no município, Carmen Soares.

Ao longo dos seis anos de realização da Semana do Bebê o município já contabiliza resultados muito positivos, como a ampliação da puericultura de dois até cinco anos; ampliação da rede municipal da primeira infância, com inauguração de nove Centros de Educação Infantil; a institucionalização da semana do bebê como lei municipal; ampliação da licença maternidade das servidoras municipais de seis para oito meses; criação do projeto de acompanhamento dos primeiros sobralenses e da Casa Acolhedora do Arco; e criação do Selo Trevo de Quatro Folhas, premiação concedida para Centros de Saúde da Família que não tiveram nenhum óbito materno ou infantil.