Sobral Cidade das Artes atrai um público de mais de 30 mil pessoas e fortalece a cultura da cidade


Em apenas três meses, mais de 30 mil pessoas se emocionaram, cantaram, dançaram e se divertiram com as 101 apresentações do Sobral Cidade das Artes, sendo 72 atrações de Sobral e 29 de outras cidades. O projeto também ativou e fortaleceu espaços públicos da cidade criando uma rotina de cultura de terça a domingo, com apresentações gratuitas nas áreas de música, teatro, dança, hip-hop e infantil. 

Cursos técnicos de formação foram oferecidos para os profissionais e moradores da região. Ao todo 170 pessoas participaram de oitocursos gratuitos com práticas e vivências para atuarem de forma especializada no mercado cultural. Renomados professores compartilharam experiências em cursos como o de assessoria de imprensa e redes sociais. Os cursos técnicos de roadie, áudio e iluminação foram realizados pelo LABTEC em parceria com o IATEC.

O Sobral Cidade das Artes é uma iniciativa conjunta do Instituto Dragão do Mar, da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult-CE), ECOA e Prefeitura de Sobral. A proposta é fortalecer a cultura do interior cearense, assim como dinamizar espaços públicos e sítios de valor histórico, fortalecendo a arte e a cultura para o desenvolvimento social e econômico. Sobral foi o primeiro de seis municípios do Ceará a sediar o projeto, que iniciou em setembro e encerra a temporada 2016 em dezembro deixando um legado cultural para os moradores da região.

Sobral Cidade das Artes – De setembro a dezembro

O Sobral Cidade das Artes teve o lançamento oficial no dia 22 de setembro com uma programação cultural intensa e o início das inscrições dos cursos técnicos. Foram mais de 30 atrações artísticas com destaque para grupos locais e nacionais, valorizando talentos variados. Mundo Livre S/A, Show Canto Torto (Celebração aos 40 anos da gravação do disco Alucinação, de Belchior), Eliane, a Rainha do Forró, artistas sobralenses como: Nação Tremembé de Aracatiaçu, Freud Explica e Procurando Kalu marcaram a abertura do projeto. 

Houve ainda a exposição fotográfica e audiovisual coletiva que usou a técnica de projeção videomapping para exibição, em alta resolução, em instalações como a da fachada do Theatro São João. Em setembro também iniciou a vivência Trajetos de Criação, atividade idealizada em parceria com a Bienal Internacional de Dança. Artistas de Sobral e do Vale do Acaraú se encontram com o coletivo Bagaceira e o Teatro Máquina, de Fortaleza, para desenvolverem uma performance única. 

Para compor a Programação Cultural do Sobral Cidade das Artes de outubro a dezembro, o Instituto Dragão do Mar lançou em setembro a Chamada Pública por meio da qual uma curadoria selecionou projetos artísticos de Sobral e do Vale do Acaraú. Ao todo, 101 atrações foram selecionadas para esta primeira temporada. Os artistas que não foram chamados continuam com seus projetos inscritos no banco de dados para novas oportunidades. 

Como resultado da Chamada Pública, a programação de outubro contou com a apresentação de diversos grupos artísticos de Sobral e da região. Sinfonia Coral do IFCE, Chorando Baixinho e Soul Rock foram alguns dos nomes que subiram ao palco do Sobral Cidade das Artes. Os festivais parceiros também ofereceram apresentações marcantes na cidade. O TIC – Festival de Teatro Infantil do Ceará levou o grupo cearense Bricoleiros para apresentar o espetáculo Quatro Patas. A praça São João foi palco do grupo espanhol Circatronic, que apresentou Bóris, O Leão Robô, enquanto o grupo pernambucano Cia Animée levou As Levianinhas em Pocket Show para Crianças.


A Bienal de Dança contribuiu para enriquecer ainda mais a programação do Sobral Cidade das Artes com diversos espetáculos. Entre eles, Ouriço de Leonardo França, Esconderijo de Gigantes da Inquieta Cia de Teatros e do espetáculo Vagabundos de Andréia Pires. A Feira da Música agitou e emocionou o público no Anfiteatro do Largo das Dores com os grupos Muntchako de Brasília, Africania da Bahia e com o grupo cearense Capotes Pretos na Terra do Marfim.

Para encerrar a programação 2016 do Sobral Cidade das Artes, de 15 de novembro a 9 de dezembro foi lançada uma nova programação, desta vez composta basicamente por artistas da região. Eles se apresentaram nos diversos palcos da cidade na consolidada programação fixa do projeto. Teve Rogênio Martins com a peça Cunfissão de Cabôco e Bullynagem de Amor com Minha Mãe é Humorista e Eu Sou uma Piada. A música invadiu a cidade com a banda Jazzmin, Kelly Brasil num Tributo a Elis Regina, Vulgarity e muito mais. 

Houve ainda a Mostra Teatro Máquina com os espetáculos João Botão e Fatzer e a Mostra Grupo Bagaceira com as apresentações de O Pequeno Casaco Solitário e Interior. Em dezembro o projeto ainda encerrou os cursos de formação e fez a entrega dos certificados de conclusão dos cursos aos 40 formandos.

Programação Fixa com atrações diversas

O projeto é composto por atrações diversas, mas com programação fixa. Na temporada do Sobral Cidade das Artes, a programação semanal inicia na terça com "Teatro da Terça" na Ecoa. Às quartas-feiras são dedicadas à "Quarta com Dança" na ECOA ou no Theatro São João e toda quinta-feira é dia de "Som na Praça" na Praça São João. As sextas o “Na Beira do Rio” apresenta música no Largo das Dores e no Anfiteatro da Margem Esquerda. Já no sábado, o "Ecoa Hip-Hop" e o "Ecoa Rock" se alternam a cada semana no mesmo palco da Ecoa. A criançada também tem programação especial no domingo com a “Praça da Criança”, um momento de atividades lúdicas que a cada semana é realizada em uma praça da cidade. 

Mais informações: www.cidadedasartes.org.br
Facebook: www.facebook.com/cidadedasartesce 
Instagram: @cidadedasartesce